PARTICIPE DA CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE

A LOJA MAÇONICA ARAÚJO CHAVES Nº 12 EM PARCERIA COM A PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO MAIOR, ATRAVÉS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E COM O HEMOCENTRO  DO ESTADO DO PIAUÍ, REALIZARÃO NO SAMDU UMA CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE NOS DIAS 22 E 23 DE FEVEREIRO.

ESSA CORRENTE PRECISA DE VOCÊ: DOE SANGUE

Câmara aprova aumento de pena para o tráfico de crack

Câmara aprova aumento de pena para o tráfico de crack

Projeto será encaminhado para votação no Senado.

 

Plenário aprovou texto que eleva as penas de 2/3 até o dobro para o tráfico do crack.

O Plenário aprovou nesta quarta-feira (8) o substitutivo da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado para o PL 5444/09, do deputado Paulo Pimenta (PT-RS), que aumenta as penas em 2/3 até o dobro para o tráfico do crack. O texto altera o artigo 33 da Lei 11.343/06, que prevê reclusão de 5 a 15 anos e pagamento de 500 a 1.500 dias-multa para tráfico de drogas.

A matéria foi aprovada em votação simbólica e será enviada para análise do Senado.

Paulo Pimenta argumenta que o crack apresenta elevado potencial de dependência e de danos ao organismo. Ele ressalta, ainda, que milhares de pessoas perdem a vida em razão da agressividade de usuários e traficantes desse tipo de droga.

Segundo o texto, também estará sujeito ao mesmo aumento de pena quem importa, exporta, remete, produz, fabrica, adquire, expõe à venda, oferece, fornece, tem em depósito, transporta, traz consigo ou guarda, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, matéria-prima, insumo ou produto químico destinado à preparação de crack.

A punição também será ampliada para quem utilizar local ou bem de qualquer natureza para o tráfico de crack.

Outros casos
O aumento da pena em 2/3 até o dobro também valerá para quem induzir, instigar ou auxiliar alguém ao uso de crack. Nesses casos, a pena prevista atualmente é detenção de 1 a 3 anos e multa de 100 a 300 dias-multa.

A pena também poderá ser aumentada para quem oferecer crack, eventualmente e sem objetivo de lucro, a pessoa de seu relacionamento, para juntos a consumirem. A pena atual para esse crime é detenção de 6 meses a 1 ano e pagamento de 700 a 1.500 dias-multa.

O relator do texto em Plenário, deputado Hugo Leal (PSC-RJ), recomendou a sua aprovação. Ele apresentou parecer em nome da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Mais rigor
O relator da Comissão Especial sobre o Sistema Nacional de Políticas sobre Drogas (PL 7663/10), deputado Givaldo Carimbão (PSB-AL), disse que o crack precisa ter um tratamento mais rigoroso em toda a legislação. “Não é justo punir alguém que venda maconha na mesma dimensão de alguém que vende crack. Ainda que as duas sejam ilícitas, o estrago feito pela maconha não é o mesmo do que o do crack”, disse.

Givaldo Carimbão reafirmou que a legislação brasileira sobre drogas está obsoleta. “Há 20 anos, o Brasil tinha lança-perfume e maconha. Hoje, o crack e a cocaína invadiram a sociedade. É algo novo, que não está na lei, e nós precisamos fazer esses ajustes.”

Integrante da comissão especial, o deputado Osmar Terra (PMDB-RS) também defendeu o endurecimento da pena do tráfico de crack. Ele disse que manter o traficante mais tempo longe da sociedade vai conter a disseminação do uso. “É a lógica que usamos para conter um vírus. Enquanto ele estiver circulando, mais gente vai se contaminar. Assim, quanto mais traficante vendendo, maior o número de dependentes.”

FONTE: AGÊNCIA CAMARA DE NOTICIAS

O Presidente do Diretorio Municipal do PCdoB de Campo Maior, o Professor Augusto Filho, juntamente com os camaradas Leal, Severo e a Professora Fátima, estiveram reunidos com a Diretório Estadual do Partido para debaterem sobre a Conjuntura Politica no Brasil e também sobre o processo eleitoral em curso.  Os palestrantes foram o Deputado Federal Osmar Júnior e o renomado professor Luis Carlos Puscas da Universidade Federal do Piauí, que logo após suas intervenções houve o debate com os candidatos a vereadores do partido como também com os coordenadores de campanha. O objetivo deste encontro foi preparar cada vez os candidatos sobre os problemas inerentes do nosso Pais, do nosso Estado e das cidades.  No final do evento tivemos a filiação do radialista Filho (paçoca) nos quadros do PCdoB de Campo Maior.

DIA MUNDIAL DO ROCK

Origem do Dia Mundial do Rock

Em 1985, houve um grande evento chamado Live Aid, um show simultâneo em Londres na Inglaterra e na Filadélfia nos Estados Unidos. O objetivo principal era o fim da fome na Etiópia e contou com a presença de artistas como The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Queen, Joan Baez, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpions, U2, Paul McCartney, Phil Collins (que tocou nos dois lugares), Eric Clapton e Black Sabbath.

De onde vem a expressão rock and roll?

A expressão, que literalmente significa “balançar e rolar”, fazia parte da gíria dos negros americanos desde as primeiras décadas do século XX, para referir-se ao ato sexual. Assim, ela já aparecia em várias letras de blues e rhythm’n’blues como “Good Rockin’ Tonight” (1947), de Roy Brown – antes de ser adotada como nome do novo estilo musical, que surgiu nos anos 50, com Bill Halley e Elvis Presley, e consistia basicamente na fusão desses ritmos negros com a branquela música country. Esse batismo costuma ser atribuído ao disc-jóquei americano Alan Freed (1922-1965), cujo programa de rádio foi um dos principais responsáveis pela popularização da nova onda, altamente dançante, que logo contagiou toda a juventude do país e do mundo.

Na década de 60, o rótulo foi abreviado para rock, para abranger as mudanças provocadas por artistas como Bob Dylan e Beatles, abrindo um leque de infinitas variações: rock psicodélico, rock progressivo, folk rock, hard rock, heavy metal etc etc. A partir daí, o termo rock’n’roll passou a significar exclusivamente o estilo original, característico da década de 50.ROCK

Campomaiorenses participam de oficina do plano de ação da Defesa Cívil

O professor Augusto Filho e o Coordenador da Defesa Civil na cidade Gilberto Araújo participaram durante os dias 16 a 19 de abril de uma oficina do  plano de ação para o periodo de chuvas que foi ministrada por técnicos do Ministério da Integração Nacional.  Ao todo foram contemplados no Estado do Piauí, técnicos de dez cidades.  Em breve  na cidade de Campo Maior sera realizado um mapeamento e uma sistematização de riscos geológicos, que será feito por técnicos da CPRM (Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais).  Estas ações visam na elaboração de um plano de contingência para desastres.

ESTES TRABALHADORES CONSTRUIRAM OS 250 ANOS DE CAMPO MAIOR…

 

Projeto que pretende lançar em livro um resumo biográfico de trabalhadores de todas as categorias que ajudaram no desenvolvimento social, econômico, político, cultural, religioso, enfim todos os seguimentos que contribuíram para que a cidade chegasse aos 250 anos de idade do jeito que chegou… Ou seja, cada trabalhador, por mais humilde que seja, terá seu nome registrado num livro com seus dados biográficos. Para isso, pedimos aos que acessam este blog: www.zanarede.blogspot.com ou o do professor Augusto Filho: www.professoraugustofilho.blogspot.com, ou então neste portal no blogcarnauba, que mandem para o meu e-mail:zeferino.alvesneto7@gmail.com ou do professor Augusto Pereira Filho, e-mail:augustofiho@bol.com.br, esses dados. Nós faremos o registro desses dados biográficos, que se puderem vir acompanhados de fotos, melhor ainda.

PRAÇA BONA PRIMO

O espaço urbano é bastante modificado pela ação humana, vejamos através desta fotografia, as mudanças nesta bonita praça de Campo Maior, A Praça Bona Primo, palco de uma das maiores festas religiosas do nosso Estado.  Além das lembranças que todos os campo-maiorense carregam nas suas memórias deste lindo cartão postal de Campo Maior.  Esta fotografia é do acervo particular do Senhor Augusto Pereira, foi tirada em 1951.

Mudanças no cenário geográfico de Campo Maior

Ao observarmos fotografias do passado, vemos claramente várias mudanças,podemos citar as mudanças no vestuário como também as mudanças provocadas no aspecto geográfico. Vamos mostrar aqui algumas destas mudanças. Atualmente neste prédio funciona a Delegacia do do 1º Distrito Policial, na Rua Capitão Manoel Oliveira.

Carnaúba Blog

seja bem vindo ao mais novo blog do Portal Campo Maior.

WhatsApp Portal CM

Enquetes

A situação do Caiçara no Piauiense de 2014 é ruim, o que você acha qual será o futuro do time na competição?

ver resultado

Loading ... Loading ...